Estratégias de organização e planeamento

• A importância das rotinas

• A importância dos horários

 

"Viver em família construindo e desenvolvendo competências,
onde a organização poderá ser um desafio positivo…"

 

A importância das rotinas

As rotinas funcionam como organizadores externos para as crianças, uma vez que as suas noções de tempo e de espaço têm ainda algumas limitações, muitas delas típicas da sua faixa etária.
No caso das crianças com PHDA, a capacidade de planeamento e organização está ainda abaixo da média esperada para a sua faixa etária.

 

Por isso, memorizar uma sequência de acontecimentos, tais como, chegar a casa, lanchar, fazer os trabalhos de casa, brincar, tomar banho, jantar, lavar os dentes e ir dormir, ajuda-as a tornarem-se progressivamente mais organizadas. Contribui igualmente para se sentirem mais seguras e confiantes.

 

Da mesma forma, a organização das rotinas e dos horários deve também manter-se flexível, deixando espaço(s) e tempo(s) livres para que a criança possa fazer e ensaiar as suas próprias escolhas, desenvolvendo uma maior autonomia.

 

As crianças com PHDA necessitam de rotinas e reagem com maiores dificuldades aos imprevistos e à mudança.

 

Assim, é importante ter em conta que:

- o plano de cada dia deve ser claramente verbalizado;
- as tarefas e atividades prioritárias devem ser diárias, nunca semanais ou mensais.

- as crianças com PHDA aprendem melhor em ambientes organizados.

As rotinas ajudam também a regular o comportamento, dão indicações sobre o que esperam de nós como, por exemplo, saber que depois de tomar banho, vamos jantar ou que depois de ler uma história, vamos dormir. As rotinas permitem antecipar/prever o futuro e adequar o comportamento.

 

Alguns autores referem que a PHDA provoca uma “cegueira de tempo” ou “síndrome da negligência temporal” (miopia para com o futuro), levando-as a viver mais o momento presente, sem conseguir fazer muitos planos para o futuro.

 

Assim, as crianças com PHDA poderão evidenciar dificuldades acrescidas em:

- planificar tarefas;
- refletir/pensar antes de agir;

 

Por isso, as rotinas funcionarão como bons elementos, para facilitar e minimizar a probabilidade de ocorrência de conflitos e contribuem para um maior cumprimento e sucesso das tarefas de todos os membros do agregado familiar.

Voltar ao topo

 

A importância dos horários

- Horário de Estudo

As crianças com PHDA podem revelar maiores dificuldades ao nível da expressão escrita, da caligrafia e ter também tendência para ler e interpretar incorretamente as perguntas e os enunciados das atividades, por não as conseguir ler até ao fim.
Têm também maiores dificuldades em realizar as atividades dentro do tempo previsto, porque apresentam um ritmo de trabalho mais lento.

 

Assim, em casa poderão pensar-se nalgumas estratégias práticas que melhor as ajudarão nos estudos e nos trabalhos de casa:

- apoiar na planificação das tarefas, estabelecendo diariamente as tarefas que são prioritárias;
- estabelecer uma rotina em termos do horário de estudo, evitando os finais de dia consecutivos, pelo maior cansaço e maior dispersão da atenção;
- estipular tempos livres no dia-a-dia, para que a criança se possa sentir reforçada e recompensada pelo esforço e empenho nas tarefas escolares.

 

A ideia de que o dia-a-dia está sempre totalmente preenchido de tarefas e atividades, poderá fazer a criança sentir-se mais frustrada e incapaz de cumprir o que esperam dela;

- apoiar e incentivar a elaboração de resumos;

- os resumos e os apontamentos devem ser claros e objetivos, porque as dificuldades acrescidas que apresentam ao nível da capacidade de planeamento e de organização da informação, dificultam a concretização das suas tarefas escolares.